Governador da Paraíba abre 33° Salão do Artesanato nesta quarta-feira e convida população a prestigiar o evento - Ale Lontra
Carregando...
CulturaNotícias

Governador da Paraíba abre 33° Salão do Artesanato nesta quarta-feira e convida população a prestigiar o evento

Foto: Divulgação

O governador João Azevêdo abre, nesta quarta-feira (12), às 15h, em João Pessoa, a 33ª edição do Salão do Artesanato Paraibano. O evento, que ocorrerá até (6) de fevereiro, em uma megaestrutura na Orla de Cabo Branco, vai reunir trabalhos de 400 artesãos, mostrando o potencial cultural e econômico do segmento para um público estimado em 100 mil pessoas.

Nesta edição, artesãs dos municípios de Pitimbu, Cabedelo e João Pessoa que trabalham com matérias-primas do ambiente-marinho, a exemplo de escamas de peixe e conchas de marisco, serão as homenageadas, sob o tema “Toda Arte que Vem do Mar”.

O governador João Azevêdo, que tem destacado o potencial econômico do artesanato paraibano, falou da satisfação da volta do Salão do Artesanato de forma presencial. “Ano passado, devido à pandemia, não fizemos o Salão presencial, foi on-line, mas este ano, felizmente, estamos com o Salão do Artesanato na praia de Cabo Branco, que tem bastante movimentação de turistas e também de pessoenses. Vamos ter 400 expositores paraibanos mostrando diversos tipos de artesanato”, frisou, lembrando o lado solidário do evento que, de forma não obrigatória, vai solicitar um quilo de alimento não perecível, em uma parceria entre a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano e o Hospital Padre Zé.

O chefe do Executivo estadual convidou toda a população para prestigiar o 33° Salão do Artesanato Paraibano: “Todos estão convidados a prestigiar este Salão, que vai homenagear toda arte que vem do mar. Vale a pena conhecer nosso belo artesanato, que hoje é um segmento muito forte aqui na Paraíba”, disse.

Por sua vez, a primeira-dama do Estado e presidente de Honra do Programa do Artesanato Paraibano (PAP), Ana Maria Lins, desejou sorte aos artesãos, lembrando os momentos difíceis que a categoria enfrentou por conta da pandemia mesmo com as ações adotadas pelo Governo do Estado. “Com a chegada deste momento, após tudo que passamos, o sentimento é de muita felicidade. O Salão é um evento que, além de divulgar as riquezas da Paraíba, significa geração de renda, de emprego, dando dignidade aos artesãos e artesãs. Desejo muita sorte nesta grande retomada”, comentou.

A gestora do PAP, Marielza Rodriguez, também destacou a expectativa com o retorno do evento presencial. “O coração de todos nós que fazemos o PAP, de nossos parceiros, está a mil, com muita expectativa. O sentimento é de gratidão; ao governador João Azevêdo pelo apoio e envolvimento pessoal nessa retomada, à presidente de Honra do PAP, Ana Maria Lins, por todo o estímulo e ações nos momentos mais difíceis, e aos nossos artesãos e artesãs, por terem acreditado na chegada deste momento. Agora a responsabilidade fica com a população em prestigiar esse Salão, que é tão simbólico, tão importante”, disse.

O evento, tradicionalmente realizado duas vezes ao ano – em janeiro, em João Pessoa; e, em Campina Grande, no mês de junho – já faz parte do calendário de eventos do Estado, sendo uma grande oportunidade de reunir a família e amigos, pois, além das peças artesanais, verdadeiras obras de arte, conta com o melhor da gastronomia e com diversas atrações culturais.

As homenageadas – Artesãs dos municípios de Pitimbu, Cabedelo e João Pessoa serão as grandes homenageadas do 33° Salão do Artesanato, cumprimento da promessa do governador João Azevêdo, feita ao grupo ainda no primeiro ano da gestão.

Lia Caju, do município de Pitimbu, não esconde a satisfação de ser homenageada no principal evento do segmento. “Quando Marielza me deu a notícia de que a gente ia ser homenageada nesse Salão, fiquei sem palavras. Mesmo com a certeza do valor do nosso trabalho, só temos a agradecer ao governador João Azevêdo pela lembrança”, comentou.

O tema desta edição, “Toda Arte que Vem do Mar”, proporcionou o surgimento de novos talentos, a exemplo da artesã do bairro Renascer, em Cabedelo, Josicleide Francelino. “É com grande orgulho e com muita responsabilidade que tanto participo quanto recebo essa homenagem do Salão do Artesanato”, agradeceu.

Com a participação dos trabalhos de 400 artesãos, reunindo as mais diversas tipologias do Litoral ao Sertão do Estado, a organização do evento estima um volume de negócios, entre vendas e encomendas, em R$ 1 milhão, com um público estimado em 100 mil pessoas.

Além das homenagens, o Salão vai contar com uma galeria com 11 artesãos, além de um espaço ambientado com uma réplica do Centro de Renda Renascença e do Artesanato (Crença). Localizado em Monteiro, no Cariri paraibano, o equipamento foi entregue pelo governador João Azevêdo, em parceria com a Prefeitura do município, em novembro do ano passado.

O horário de visitação do Salão do Artesanato será das 16h às 22h, de 12 de janeiro a 6 de fevereiro. A megaestrutura estrutura, com os trabalhos de 400 artesãos, fica localizada na Orla de Cabo Branco, n 2.260, logo após o Jangada Clube (antigo prédio do BNB Clube).

O Salão do Artesanato Paraibano é uma realização do Governo da Paraíba e do Sebrae-PB em parceria com o Empreender-PB; Empresa Paraibana de Comunicação (EPC); Companhia de Água e Esgotos da Paraíba  (Cagepa); Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran-PB); Junta Comercial do Estado da Paraíba (Jucep); Procon-PB; Fundação Espaço Cultural José Lins do Rego (Funesc); Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep); Prefeitura Municipal de João Pessoa; e Arquidiocese da Paraíba.

33° Salão do Artesanato Paraibano  

Data : 12 de janeiro a 6 de fevereiro de 2022
Visitação : 16h às 22h
Local : Avenida Cabo Branco (após o Jangada Clube)

Secom PB

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *