Carregando...
NotíciasTurismo

Associações de Turismo de Areia e de Remígio realizam Dia D para plantio e criação de estrada de bougainvilles

Lançamento do plantio em 2022 da Estrada das Bougainvilles, na PB 079 - Imagem: Divulgação

Desde o período da pandemia, que duas cidades do Brejo paraibano tiveram a ideia de serem ligadas por uma estrada de flores

A distância entre as cidades é de 13km. A iniciativa da ação é da Associação de Turismo Rural e Cultural de Areia-PB,  Atura, e da Associação de Turismo Rural de Remígio, Aturr.

E amanhã,  dia (28) de junho,  acontece o “Dia D da Campanha da Estrada das Bougainvilles”. Vai ser a partir das 8h da manhã,  com concentração em frente ao Restaurante Rural de Vó Maria, em Areia, na PB 079.

Vão ser distribuídas 1500 mudas de bougainvilles e a ideia é que a população possa adotar uma muda ou mais de uma para plantar às margens da rodovia, no trecho entre as duas cidades.

O Projeto foi lançado em junho de 2021 e já foram plantadas cerca de duas mil mudas dessa espécie ornamental.

A meta é estender o plantio para todo o trecho descrito, em ambos os lados da rodovia, formando alamedas floridas entre as duas cidades.

O objetivo do projeto não é apenas embelezar a paisagem e transformar em atrativo turístico, mas também gerar emprego e renda, fortalecendo a cadeia produtiva de plantas ornamentais na região.

Este ano,  a meta é plantar cerca de cinco mil  mudas. Mas para todo o trecho são necessárias cerca de 10 mil mudas.

Recentemente, com a repercussão positiva, o projeto recebeu uma emenda parlamentar, por meio do deputado estadual Melchior Batista (Chió) que, uma vez liberados os recursos, dará um expressivo impulso nas atividades em curso. “Queremos agradecer ao parlamentar, pelo interesse e pela sensibilidade demonstrada com este apoio, cujos benefícios sociais constituem uma realidade”, concluiu Leonaldo Alves, presidente Atura.

As mudas destinadas ao plantio em 2022 foram produzidas por floriculturas locais que, engajadas ao projeto, vêm trabalhando há meses neste elo da cadeia produtiva.

Os recursos gerados com a aquisição das mudas vao ficar na própria comunidade, fortalecendo o viveirismo e a produção de plantas ornamentais.

A ATURA e a ATURR, de maneira conjunta, estão executando esse projeto exitoso que tem despertado o interesse de vários outros municípios.

Outro “Dia D” está previsto para acontecer no dia (9) de julho,  durante a Rota Cultural Caminhos do Frio.

Projetos como esse  fortalecem a economia local, promovem ações educativas, ajudam a conservar o meio ambiente e ainda se refletem positivamente no turismo, promovendo a beleza cênica e o senso de cuidado e pertencimento que deixam transparecer a todos que visitarem o local.

Ascom Atura

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.