Projeto “Galerias – Arte em Comunidade” transforma Chã de Jardim em uma galeria de arte a céu aberto - Ale Lontra
Carregando...
CulturaNotícias

Projeto “Galerias – Arte em Comunidade” transforma Chã de Jardim em uma galeria de arte a céu aberto

Artista plástico paraibano Clóvis Júnior - Foto: Amanda Mello/Divulgação

Por Alessandra Lontra

De (21) a (30) de janeiro, doze artistas visuais de todo o Brasil irão transformar a comunidade Chã de Jardim, em Areia, Brejo paraibano, numa verdadeira galeria de arte a céu aberto

É o projeto “Galerias – arte em comunidade”, de iniciativa do artista plástico Guataçara Monteiro e do administrador de empresas João Paulo Pessoa, da  Guataçara Brasil que realiza, desde 2013, dois roteiros na Amazônia e dois no Nordeste.

Guataçara Monteiro e João Paulo Pessoa, idealizadores do Projeto – Foto: Divulgação

A ideia do projeto surgiu a partir da capacitação em Cultura Popular Brasileira, realizada pela Guataçara Brasil, quando os diretores perceberam a necessidade de essas pequenas comunidades ribeirinhas menos assistidas, a exemplo das comunidades indígenas, das comunidades quilombolas e de diversas outras comunidades rurais espalhadas pelas regiões Norte e Nordeste  se desenvolverem cultural, social e economicamente.

Depois de beberem na fonte dessas comunidades, eles vêm levando a arte àquelas localidades,  transformando pequenas comunidades em verdadeiras galerias de arte a céu aberto, de forma colaborativa, e envolvendo toda a comunidade assistida pelo Projeto.

“Percorrendo o país, observei a necessidade de levar artes plásticas a pessoas que têm dificuldade de acesso a museus e galerias. É a nossa forma de contribuir para a difusão e educação artística do nosso povo”, conta Guataçara.

Chã de Jardim é a primeira comunidade da Paraíba a receber o Projeto Galerias e, segundo Guataçara, será a grande vitrine para chamar a atenção de outras comunidades.

Para conseguirem executar o projeto, Guataçara e João convidaram artistas de diferentes regiões do Brasil para, de forma voluntária, intervirem nas fachadas das casas, parada de ônibus e nos muros da comunidade de Chã de Jardim, cada um com seu estilo e linguagem, mas sempre reforçando os temas locais, como a natureza e a cultura nordestina.

Ouça o que o idealizador do Projeto Galerias, Guataçara Monteiro fala sobre alguns dos artistas convidados:

 

Entre os artistas convidados, estão grandes nomes da arte no Brasil e no mundo, como o paraibano Clóvis Júnior, um dos principais nomes da Arte Naif da Paraíba e da América Latina; Vespa (SP), grafiteiro, com reconhecimento mundial. O Projeto conta, também, com os artistas Douglas Reis (SP), Perron Ramos (PE), Dennis Mota (PB), Guilherme Mendicelli (SP), Márcio Bizerril (PB), Bruno Brito (SP), Eliana Chaves (AM), Walfredo de Brito (PB) e Guataçara Monteiro (SP), que já expôs em diferentes regiões do Brasil, assim como na França e EUA.

Uma das novidades dessa edição é a premiada artista amazonense Eliana Chaves que abraçou o Projeto. Ela é arte educadora e especialista em arteterapia. Ela desenvolve seus trabalhos com reaproveitamento de resíduos, especialmente os materiais de plástico como garrafas e lonas de bannres e, com isso, , consegue produzir obras de arte com muita qualidade, utilizando materiais que iriam acabar poluindo o meio ambiente. Para a comunidade Chã de Jardim, ela pretende criar um cajueiro com esses materiais descartáveis e pintura.

Outro artista que vem se destacando nacionalmente e que também está no Projeto é o pernambucano Perron Ramos, que encontrou maneiras de mesclar a linguagem tradicional e a contemporânea em obras que fazem uso da xilogravura e do cordel. Perron também se preocupa com a sustentabilidade do planeta e utiliza como base dos seus trabalhos,objetos como tábua de carne, garrafas e colheres de pau.

A fotógrafa Amanda Mello (PA), além de registrar o processo, produzirá um documentário que será veiculado nas mídias sociais a partir de maio de 2020, com o objetivo de estimular mais projetos dessa natureza.

“A comunidade de Chã de Jardim já realiza uma série de ações com jovens, estimulando o empreendedorismo sustentável e o ecoturismo. O projeto Galerias quer contribuir ainda mais para o empoderamento social que já acontece por lá”, reforça o idealizador do projeto.

Antes mesmo de os  artistas visuais começarem a pintar, a empolgação já toma conta da comunidade, que já tem na “veia” o empreendedorismo. Isso porque a comunidade tem planos de confeccionar souvenires das obras de artes para comercialização.

E o empreendedorismo de Chão de Jardim não para por aí. Para não deixar o Projeto “morrer”, a comunidade  convidará, a cada 3 anos, novos artistas para colorirem os espaços e, assim, dará continuidade e sustentabilidade ao Projeto.

Luciana Balbino líder da comunidade Chã de Jardim – Foto: Ale Lontra

Diversos moradores da comunidade, que conta com aproximadamente 200 famílias, já se organizaram para acompanhar de perto a realização dos trabalhos, permitindo um intercâmbio cultural entre os artistas e a população local.

A líder comunitária de Chã de Jardim, Luciana Balbino, ficou muito entusiasmada com a iniciativa. “Muitos de nós nunca visitamos uma galeria ou tivemos contato mais próximo com a arte. Vamos ganhar culturalmente e também economicamente, porque vamos atrair ainda mais turistas, estimulando a economia sustentável de nossa comunidade”, reforça.

Contribua – Se você gostou da iniciativa e quer contribuir para a realização, é possível participar do financiamento coletivo do Projeto no site do Catarse.

 

 

 

 

4 comentários
  1. Miranda

    Parabéns pelo projeto, que essa iniciativa Cultural seja levado a vários lugares, cidades( inclusive aqui na minha cidade também tenho um projeto parecido…) Sabemos que pra se Conseguir realizar as parcerias são fundamentais. Sucesso!!!

  2. Alessandra Lontra

    Querida Miranda, aproveite que você é uma pessoa empreendedora e vá a Areia e converse pessoalmente com o idealizador do Projeto. Ele pretende sim expandir o Projeto por outras regiões e Pilar é uma cidade histórica e muito importante para a Paraíba. Boa sorte!

  3. Margarida

    Parabéns! Projeto magnífico! Tem muito potencial para se estender para outros lugares lindos ainda não descobertos e que podem se tornar pontos turísticos da maior grandeza.

    1. Alessandra Lontra

      Exato, Margarida!
      O Projeto pode beneficiar várias comunidades que queiram empreender por meio da rate de do turismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *